Destaque

moveaveiro

O Bloco marcou para hoje um debate de urgência no plenário da Assembleia da República sobre a situação dos transportes públicos. A concessão da MoveAveiro foi um dos casos que o partido levou ao debate.

Notícias

Aradas

A Junta de Freguesia de Aradas recorre abusivamente a 15 "contratos emprego inserção". Bloco de Esquerda condena a exploração laboral e a precariedade promovida por esta entidade pública.

moveaveiro

O ano começou com a concessão dos transportes públicos em Aveiro, diminuindo a oferta e a sua qualidade e aumentando os preços. Trata-se de um excelente negócio para o privado à custa da mobilidade e da qualidade de vida dos cidadãos. A opção do executivo de maioria PSD/CDS, presidido por Ribau Esteves, vai contra os interesses da população.

Assembleia Municipal

O Bloco de Esquerda apresentou na última Assembleia Municipal uma proposta para a criação de uma tarifa social da água em Aveiro. PSD, CDS e PCP votaram contra, rejeitando a criação da tarifa social e não apresentando qualquer proposta alternativa. PS e JPA abstiveram-se.

Autarquias

O Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda apresentou um conjunto de propostas de alteração ao Orçamento do Estado com vista a desobrigar da fixação de valores máximos de impostos e taxas - nomeadamente IMI e participação variável no IRS -, as autarquias abrangidas pelo Programa de Apoio à Economia Local (PAEL), Fundo de Apoio aos Municípios (FAM)  - como poderá ser o caso de Aveiro - e anteriores planos de ajustamento municipal.

Autarquias

O Bloco de Esquerda agendou para a próxima Assembleia Municipal uma proposta para a criação de uma tarifa social da água em Aveiro para a população em carência económica. Propõe ainda que a aplicação desta tarifa seja automatizada, garantindo a sua efetiva atribuição, eliminando barreiras burocráticas.

Conservatório

Ribau Esteves recusou ontem qualquer intervenção da autarquia nas obras necessárias no Conservatório de Música de Aveiro. O Bloco lamenta que a autarquia abandone o Conservatório e que não assuma as suas responsabilidades.

Assembleia Municipal

A Câmara Municipal de Aveiro perdeu 47.015,22 euros na cobrança do IMI de 2015 devido à isenção fiscal dos fundos imobiliários. A isenção absurda e injusta privou as autarquias do país de fundos. Com o fim da isenção ditada pelo Orçamento de Estado de 2016 - medida há muito proposta pelo Bloco - haverá uma maior justiça fiscal.

Deixa o teu contributo

Opinião

Assistimos a um brutal aumento nas tarifas e nos passes sociais – só a título de exemplo, o passe social da linha de Cacia passa de 27 euros para 38 euros. Assistimos também ao desmembramento da MoveAveiro, os serviços de autocarros e de lancha/ferry passam para o privado, situação que causa problemas e descoordenação para o futuro das políticas de mobilidade no município.