Share |

Bloco quer Freguesias a monitorizar o serviço de recolha de lixo e a garantir mais pontos de recolha e maior periodicidade

A qualidade do serviço de recolha de resíduos sólidos urbanos. Ao Bloco tem chegado várias queixas relativas a contentores a transbordar e de lixo depositado no seu exterior por falta de espaço. A periodicidade das recolhas tem também disso colocada em causa e tem-se verificado a deposição sem recolha de resíduos de vegetação e de construção.

Depois de percorrer as ruas da Freguesia para avaliar a situação, Celme Tavares, eleita do Bloco em Santa Joana, explica que “a recolha de lixo devia ser um serviço público. Mas atendendo a que é explorado por uma empresa privada e que a qualidade tem sido diminuta, é essencial defender as populações. Portanto, propomos que a Freguesia monitorize o trabalho da empresa e que avalie e garanta a concretização da colocação de mais pontos de recolha e de maior periodicidade sempre que necessário”.

O Bloco apresentará nas diversas Assembleias de Freguesia onde tem representação uma proposta para garantir um papel ativo das Juntas na garantia de defesa de um serviço de qualidade, desde logo pela monitorização do trabalho da empresa privada e a constituição de mais pontos de recolha e maior periodicidade.

A proposta prevê ainda campanhas de sensibilização, a divulgação das rotas, locais e horários das diferentes recolhas e de garantir o investimento necessário em equipamentos e de medidas otimização de limpeza e recolha.