Share |

Candidaturas do Bloco propõem saída da AdRA e rejeitam os preços exorbitantes da água na região

O Bloco em protesto frente à sede da AdRA

As candidaturas do Bloco de Esquerda de Aveiro, Ovar, Ílhavo e Albergaria-a-Velha realizaram hoje uma ação de protesto em frente à sede da Águas da Região de Aveiro (AdRA). As candidaturas, representadas na iniciativa por Nelson Peralta, Pedro Rodrigues, Pedro Tavares e Rui Câncio propõem a saída da AdRA e denunciam os preços exorbitantes da água na região. O Bloco de Esquerda afirma-se como alternativa a nível municipal mas também intermunicipal e nacional, com propostas concretas para os problemas concretos das populações.

As candidaturas do Bloco rejeitam os preços abusivos cobrados pela água na região e defendem a saída da AdRA. Aveiro é já o município com a segunda água mais cara do país. O objetivo declarado da AdRA é a “harmonização” do preço em todos os municípios por esse que é o segundo mais caro. Esta política da AdRA tem ditado aumentos drásticos na fatura de água e tem excluído os cidadãos com menos recursos do acesso à água. O Bloco rejeita o caminho da água enquanto negócio lucrativo para alguns à custa das dificuldades de todos.

Recorde-se que apenas um município da CIRA decidiu ficar de fora da AdRA. Esse município anunciou uma baixa de preços na água de 20% e foi prontamente atacado pelos municípios da AdRA. Este episódio mostra que os actuais Presidentes de Câmara na região, bem como os seus partidos – PSD,CDS e PS – fazem parte do problema e não da solução.

As candidaturas defendem a água enquanto bem público, rejeitando a sua privatização. É conhecida a intenção do governo em privatizar a Águas de Portugal (AdP) e consequentemente a AdRA. A aprovação da constituição da AdRA pelas autarquias do PSD, CDS e PS na região ditou uma parceria a 50 anos com a AdP deliberadamente para servir como porta de entrada para a privatização. Assim, um bem que é de todos e o investimento que foi realizado à custa dos nossos impostos tem a porta aberta para a privatização. O Bloco rejeita esse caminho.

Os preços da água são incomportáveis e a vontade do governo em privatizar a água na região a curto-prazo exigem uma resposta urgente, consistente e determinada por parte das candidaturas autárquicas. O Bloco de Esquerda dá essa resposta e afirma-se como a alternativa ao lado das populações. As candidaturas do Bloco desafiam as outras candidaturas, em particular as responsáveis pela atual situação deplorável, a apoiarem a proposta do Bloco de saída da AdRA. As populações não podem continuar vítimas deste assalto tarifário. Nelson Peralta, Pedro Rodrigues, Pedro Tavares e Rui Câncio assumem o compromisso de implementar estas propostas.