Share |

Bloco promove contacto e audição com utentes dos autocarros

Durante toda a semana, o Bloco de Esquerda promoveu o contacto com os utentes da AveiroBus nos primeiros autocarros da manhã. Registou os vários problemas que a concessão a privados da Moveaveviero criou na vida da população aveirense. Hoje (sexta 27) e amanhã (sábado 28), o Bloco promove audição para continuar o diálogo e encontrar soluções.

Hoje (sexta-feira) e amanhã (sábado) às 16h00, o Bloco abre as portas para a audição pública "Concessão da MoveAveiro: menos oferta, pior qualidade, preços mais elevados". Será no espaço liberdade, Rua José Joaquim Lopes de Lima, 14 (no Bairro do Liceu, junto à escola de condução).

A 1 de Janeiro a MoveAveiro deixou de ser pública. Desde então, o que se verificou foi o seguinte:

1 - A oferta de horários foi drasticamente reduzida. Existem agora menos carreiras disponíveis, prejudicando a mobilidade e fornecendo um serviço desajustado.

2 - O número de paragens foi reduzido, nomeadamente na zona das escolas em Aveiro obrigando os estudantes a deslocarem-se à chuva até às mesmas, agravando as condições de qualidade e de segurança.

3 - Os preços foram aumentados, em especial na linha 2 (de Cacia) em que o passe passou de € 27 para € 38. Este aumento é escandaloso, tanto mais que foi acompanhado por uma degradação da qualidade do serviço .

4 - Os direitos laborais dos trabalhadores não foram assegurados. Para além dos despedimentos, os trabalhadores viram os seus salários serem reduzidos para continuarem a desempenhar as mesmas funções.

Por tudo isto, a empresa privada AveiroBus recebe dinheiro público. Um excelente negócio para a própria, um péssimo serviço para a população.

O Bloco abre as portas em dois dias - sexta-feira, dia 27, às 16h00, e sábado, dia 28, às 16h00 - para ouvir a população e procurar soluções.