Share |

Rossio: Bloco reitera oposição ao estacionamento

A Câmara Municipal de Aveiro anunciou ontem que os estudos geotécnicos confirmam a "possibilidade técnica de construção do estacionamento em cave". Face a esta conclusão, o Bloco de Esquerda lembra que possibilidade é diferente de obrigatoriedade e reafirma a sua oposição à construção do estacionamento subterrâneo no Rossio.

A obra está estimada em mais de 10 milhões de euros, a suportar por um privado em troca da exploração do estacionamento e por fundos comunitários. O Bloco considera que há outras prioridades em Aveiro para o investimento de dinheiro público. Considera ainda que as políticas de mobilidade devem ser regidas pelo interesse público e sujeitas à democracia pelo que rejeita a concessão a privados nesta matéria.

Tem igualmente existido uma grande mobilização popular em torno de um Rossio verde que o Bloco considera que deve ser atendida pelo executivo municipal.

O novo estudo recua em relação à intenção inicial de reduzir a área de jardim. Prevê ainda a redução do trânsito na envolvente. Desde o início, o Bloco defendeu um Rossio enquanto área verde com usos múltiplos para a população e visitantes. Consideramos que se pode evoluir para uma solução de regeneração urbana sem o estacionamento subterrâneo e com prioridade à mobilidade colectiva e suave.