Freguesias

Dezembro 6, 2017 01:13 PM

O executivo da Junta de Freguesia de Esgueira fez uma revisão orçamental que mostra como 2017 foi um ano de "obras eleitorais". Originalmente o orçamento previa 20 mil euros para arruamentos e obras complementares. A esse valor originalmente previsto, a revisão orçamental somou um montante de 39 mil euros.

Julho 14, 2017 09:41 AM

Liliana Ferreira, 28 anos, licenciada em Comunicação no Instituto Superior das Ciências da Informação e da Administração de Aveiro (ISCIA) e, atualmente, a frequentar o Mestrado de Ciência Política no Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território da Universidade de Aveiro (UA).

O seu interesse pelas Ciências Sociais e Humanas sempre se evidenciou, traçando o seu percurso pessoal e académico nestas áreas. 

Julho 14, 2017 09:38 AM

João Brandão tem 48 anos e é mestre de tráfego. Tem uma vida dedicada ao governo de embarcações, à vida associativa na Freguesia, ao sindicalismo e à defesa do serviço de transportes públicos, essencial à qualidade de vida dos moradores e ao desenvolvimento de São Jacinto.

Durante 17 anos trabalhou nos transportes municipais (ferry e lancha) na travessia da Ria para São Jacinto, os últimos oito dos quais como mestre de tráfego local. Findou essa atividade com a entrega da empresa a privados. É ainda formador na For-Mar (Escola de Pesca de Ilhavo). Anteriormente trabalhou nos extintos Estaleiros de São Jacinto e ainda como serralheiro.

Julho 14, 2017 09:35 AM

João Moniz. 27 anos, Bolseiro de Investigação, é o primeiro candidato do Bloco de Esquerda à Assembleia de Junta de Freguesia de Esgueira.

É Mestre em Ciência Política e atualmente frequenta o programa doutoral em Ciência Política na Universidade de Aveiro, onde também desenvolve trabalhos de investigação na área das Eleições Europeias. Destaca-se, durante o seu percurso profissional, na área da investigação, tendo trabalhos desenvolvidos para projetos científicos internacionais, na Universidade de Leicester no Reino Unido, na Universidade de Coblença e Landau na Alemanha e na Universidade de Berna na Suíça.

Julho 14, 2017 09:31 AM

Celme Tavares, 43 anos, Técnica Superior, é a primeira candidata do Bloco de Esquerda à Assembleia de Freguesia de Santa Joana.

Licenciada em Ciências da Comunicação e mestre em Comunicação e Multimédia, a sua formação na área da comunicação sempre a acompanhou no seu percurso profissional, tendo entre outros, colaborado com a Associação Portuguesa de Planeadores do Território, o Cine-Clube de Avanca e o TELEciência - Festival Internacional do Filme Científico, na organização de eventos internacionais, na área do urbanismo, cinema e divulgação científica. Desempenha há mais de uma década funções de Técnica Superior nas áreas de gestão académica, comunicação e organização de eventos de carácter científico e pedagógico na Universidade de Aveiro. 

Julho 14, 2017 09:29 AM

Vitor Génio, independente, é o primeiro candidato da lista do Bloco de Esquerda à Assembleia de Freguesia de Oliveirinha.

Vítor Génio é natural do lugar da Costa do Valado, Freguesia de Oliveirinha. Tem formação em electrónica e audiovisuais. Empresário de audiovisuais e publicidade; programador cultural; fundador da Rádio Clube Independente na freguesia de Oliveirinha; membro do CNID-Associação de Jornalistas de Desporto; colaborador da Rádio Central do Vouga, Rádio Regional de Aveiro e Rádio Botaréu; sócio fundador do NAT-Núcleo dos Amigos da Terra Costa do Valado; técnico de emissão da TVI-Televisão Independente; fundador do Centro Cultural Valadense; director técnico do Teatro de Montemuro; director e encenador do Teatro Vallade, director do CETA-Círculo Experimental de Teatro de Aveiro; formador certificado com actividade em Aveiro, Porto, Barcelos, Viseu, Coimbra e Lisboa; editor de áudio, vídeo e fotografia; colaborador do jornal Diário de Aveiro; autor de cinco livros dois dos quais com alusão à história da freguesia de Oliveirinha.

Julho 7, 2017 10:07 AM

Júlia Correia, 37 anos, Inspetora do Trabalho, é a primeira candidata do Bloco de Esquerda à Assembleia de Freguesia da U. F. Glória e Vera Cruz.

Licenciada em Ergonomia pela Faculdade de Motricidade Humana da Universidade Técnica de Lisboa, frequentou o Mestrado em Engenharia de Serviços e Gestão da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto.

Opinião

Urge terminar com o rentismo e com a gritante promiscuidade entre o interesse público (o interesse de todos os utentes) e o interesse privado (numa procura cega pelo lucro). O “regime convencionado” onde o Estado paga ao setor privado para realizar exames ou análises e onde se gastam mais de 1.200 milhões de euros, é um exemplo paradigmático da incompatibilidade entre um serviço de saúde público e os interesses privados. 

As habitações deixadas ao abandono e degradadas são um perigo para a sociedade, para a integridade física e para a saúde pública; além de ser um inegável desperdício de recursos, quando existem tantas e tantos a necessitar de habitação. Numa contagem de 2017, existiam em Aveiro cerca de 325 imóveis degradados, tendo ocorrido recentemente algumas derrocadas que até a data felizmente não causaram vítimas